segunda-feira, 2 de maio de 2016

Prefeitura de Santa Cruz do Capibaribe encaminha doação de terrenos para igrejas evangélicas















O prefeito de Santa Cruz do Capibaribe, Edson Vieira (PSDB), visitou na noite desta quinta-feira (28) duas igrejas evangélicas, onde assinou documentos de doação de terrenos para edificação de templos no município.

As igrejas beneficiadas com as concessões são a Adventista do Sétimo Dia, do bairro Neco Aragão, e Assembleia de Deus Ministério Shekinah, do Santo Agostinho.

Ao se pronunciar, o prefeito falou de sua satisfação ao assinar os documentos de doação. “É com muita satisfação que assino as doações desses terrenos, tenho plena convicção que estou fazendo o certo. Ao invés de termos terrenos baldios, teremos locais dignos, que certamente serão de grande valor para população cristã de Santa Cruz do Capibaribe”, disse Vieira.

“O projeto para a construção da Igreja Adventista do Sétimo Dia vai contemplar espaços para atividades sociais do grupo Desbravadores, vai ter salas para orientações e recreações de crianças, capela para realização de palestras e cultos. Este templo servirá não só a comunidade do Neco Aragão, mais toda a cidade”, contou o pastor Paulo César.
















A pastora Nilda destacou o valor deste ato para a Igreja Assembleia de Deus Ministério Shekinah. “É um momento ímpar para a nossa igreja, porque ganhamos uma área para edificar o nosso templo. Agradecemos ao prefeito por este ato que vai ficar marcado em nossa história”, pontuou a pastora.

Após os atos de assinatura, os projetos de concessão seguem para a Procuradoria Geral do Município, em seguida serão direcionados para aprovação na Câmara de Vereadores e posteriormente voltam para o prefeito sancionar.

PM é preso em batalhão após foto "acariciando" mulher em viatura

Do R7, com Rede Record
Foto polêmica foi divulgada em redes sociaisReprodução/Rede Record
Um policial militar foi preso após uma foto polêmica ser publicada em redes sociais. Na imagem, o agente, lotado no batalhão de Irajá (41º BPM), na zona norte, aparece fardado passando a mão em uma mulher encostada na viatura.
De acordo com a corporação, ele foi preso administrativamente no próprio batalhão, e colegas que trabalham com ele estão sendo chamados para prestar depoimento. A corregedoria da PM também determinou ao 41º BPM que siga na apuração do caso e instaure processo administrativo disciplinar para avaliar a permanência do agente na corporação.
O caso lembrou a polêmica provocada por Patrícia Alves, de 23 anos. A jovem, conhecida como Paty ou Maria UPP, ficou conhecidaapós fotos dela segurando armas ou posando com policiais circularem na internet. Na época, em entrevista à Record Rio, ela afirmou que se relacionava com PMs por mais de cinco anos, geralmente nas bases de UPPs (Unidades de Polícia Pacificadora). Patrícia tambémdisse que já havia saído com mais de mil PMs. Por causa da polêmica, a jovem foi chamada para encarnar uma policial em um filme adulto.
Veja a reportagem:

Americano pede ajuda a policial para achar cigarro de maconha e vai preso

Do G1, em São Paulo

Um americano de 42 anos acabou preso em Alliance, no estado de Ohio (EUA), depois que pediu ajuda para a polícia para encontrar um cigarro de maconha que havia perdido.
Dennis Wagner foi preso após pedir ajuda para policial para achar cigarro de maconha perdido (Foto: Reprodução/YouTube/WKBN27)Dennis Wagner foi preso após pedir ajuda para policial para achar cigarro de maconha perdido (Foto: Reprodução/YouTube/WKBN27)
Segundo a polícia, Dennis Wagner estava alcoolizado quando foi preso na última quarta-feira. O policial filmou toda a cena. Assista ao vídeo.
Antes de prendê-lo, policial o ajudou a encontrar o "baseado" no gramado.
Acusado de posse de drogas, Wagner terá que comparecer em uma audiência no tribunal.

Rosanah está inchada e imobilizada após choque em show; filho diz que vai processar responsáveis

Juliana Moraes, do R7
RosanahSite oficial/Reprodução















Rosanah Fienngo levou um forte choque e desmaiou no palcodurante uma apresentação em Belo Horizonte, Minas Gerais, no último dia 20 de abril. Ao R7, o filho da cantora, Davy Fiengo, contou que o choque foi forte e que não teve um atendimento imediato pelos organizadores do espetáculo.
— Ela quase morreu depois que levou esse choque. Ela não conseguia nem se mexer. Depois do que aconteceu, todo mundo ficou tirando foto dela, filmando. Ninguém da organização correu para ajudar. Fiquei inconformado com os contratantes, eles nem chamaram a ambulância. O cara ficou rindo dela, fiquei muito indignado. O produtor que teve que levar ela de carro para o hospital porque não chamaram a ambulância.
Apesar do grande susto, Rosanah está bem e em casa, mas ainda com algumas sequelas do incidente.
— Ela está bem. Nos primeiros dias, não ficou bem. Ficou sentindo muita dor, inchada, a gente não sabia o que fazer. Quando chegamos no Rio, fez alguns exames e se tratou melhor. Ela ainda está com uma tipoia no braço. Minha mãe ainda não está com o braço 100% e ela ainda está com um pouco de inchaço, mas não como antes. Mas agora o estado dela está tranquilo, ela está em casa, estou cuidando dela.
Davy declarou que já está procurando pelos responsáveis para processar, pois Rosanah cancelou uma série de compromissos.
— A gente está indo atrás de quem foi o responsável por isso para mandar intimação e processar. A gente não quer tirar vantagem disso que aconteceu, mas eles têm que pagar. Minha mãe teve que deixar de fazer muita coisa em função disso. Fiquei muito triste, com muita raiva desses caras, porque ela não merece isso. Eles não deram uma assistência. Qualquer um poderia ter tomado um choque, é uma coisa grave.
Segundo Davy, Rosanah está abatida e não quer se pronunciar sobre o assunto.
— Nem com os fãs ela está querendo falar sobre isso. Foi muito grave, é uma situação muito delicada. Ela não quer comentar muito sobre isso. É um momento muito difícil e, para mim, a dor é em dobro. Preferia que acontecesse comigo e não com ela.
Para se expressar sobre o susto com a mãe, Davy compôs a música O Inesperado. Mas ele garante que a canção foi um protesto e não para se promover diante do incidente.
— A música, para mim, foi um desabafo. Queria que chegasse até eles. Além disso, também é uma visão de que a gente nunca sabe o que vai acontecer no dia seguinte. Ela quase morreu, fiquei desesperado, não aguentei. Não ia deixar ela sofrer calado. Queria protestar sobre isso. O que falei não foi para aparecer, foi para desabafar. Cuidei primeiro dela e depois, quando ela estava dormindo, fiz o som. Minha mãe não merece isso que está passando.
Para finalizar, o músico falou que passou a valorizar mais a relação com a mãe.
— Na música, também expliquei que não valorizava tanto ela. Isso tudo serviu de alerta pra eu dar mais valor para ela. Foi só um detalhe de como coisas ruins podem acontecer com pessoas boas. E ela é uma pessoa boa.
A casa responsável pelo show foi procurada pelo R7 para comentar sobre as acusações de Davy, mas não foi encontrada.

Janot pede ao STF para investigar Aécio, Cunha e Edinho na Lava Jato

Mariana OliveiraDa TV Globo, em Brasília

Montagem Aécio Neves, Eduardo Cunha e Edinho Silva (Foto: José Cruz/Agência Brasil e Marcelo Camargo/Agência Brasil )A PGR quer autorização para abrir inquéritos para investigar Aécio, Eduardo Cunha e Edinho Silva (Foto: José Cruz/Agência Brasil e Marcelo Camargo/Agência Brasil )
O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, solicitou ao Supremo Tribunal Federal (STF) autorização para abrir quatro novos inquéritos para investigar políticos na Operação Lava Jato com base na delação premiada do senador Delcídio do Amaral (sem partido-MS).
Os pedidos foram protocolados na última sexta-feira (29), mas devem ser cadastrados no sistema do tribunal somente na tarde desta segunda (2).
O procurador quer abertura de quatro inquéritos para investigar:
- o senador e presidente nacional do PSDB, Aécio Neves (MG);
- o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ);
- o ministro da Comunicação Social, Edinho Silva (PT-SP), que atuou como tesoureiro da campanha presidencial do PT em 2014;
- o ex-presidente da Câmara Marco Maia (PT-RS) e o ministro do Tribunal de Contas da União(TCU) Vital do Rêgo.
Os pedidos de abertura de inquérito ainda precisam ser analisados pelo ministro Teori Zavascki, relator da Lava Jato no Supremo.
Aécio, Marco Maia e Vital do Rêgo ainda não são investigados pela Lava Jato. Se Teori Zavascki autorizar, será o primeiro inquérito contra eles.
Edinho SIlva já é alvo de um inquérito baseado na delação premiada do dono da construtora UTC, Ricardo Pessoa. Esse poderá ser o segundo inquérito contra o ministro da Comunicação Social na Lava Jato.
Réu em uma das ações penais em tramitação no Supremo que investigam o esquema de corrupção que atuava na Petrobras, Eduardo Cunha é alvo de outros quatro inquéritos da Lava Jato. Esse seria o sexto procedimento da Procuradoria Geral da República contra o presidente da Câmara.
Além dos quatro pedidos de abertura de inquérito, Janot também solicitou ao STF autorização para incluir citações feitas por Delcídio do Amaral a integrantes da cúpula do PMDB – Edison Lobão,Valdir Raupp e Renan Calheiros – em nove inquéritos já instaurados, entre os quais o principal inquérito da Lava Jato, que apura se houve uma quadrilha para fraudar a estatal do petróleo.
Eles foram citados por desvios no Ministério de Minas e Energia e na construção da usina hidrelétrica de Belo Monte, no Pará.
 






O que dizem os suspeitos
Em nota divulgada por sua assessoria, Aécio afirmou que considera "absolutamente natural e necessário" que as investigações sejam feitas.
Segundo o parlamentar tucano, a apuração irá demonstrar, "como já ocorreu outras vezes, a correção da sua conduta" (leia ao final desta reportagem a íntegra da nota).
"Como o próprio senador Delcídio declarou recentemente, as citações que fez ao nome do senador Aécio foram todas por ouvir dizer, não existindo nenhuma prova ou indício de qualquer irregularidade que tivesse sido cometida por ele. Trata-se de temas antigos, que já foram objetos de investigações anteriores, quando foram arquivados, ou de temas que não guardam nenhuma relação com o senador", observa trecho do comunicado divulgado por Aécio.
Também por meio de nota, Edinho Silva disse que é "favorável à apuração de todos os fatos" com relação à atuação dele como tesoureiro da campanha de Dilma na eleição de 2014.
"Sempre agi de maneira ética, correta e dentro da legalidade. As afirmações do senador Delcídio Amaral são mentiras escandalosas. Jamais orientei o senador a "esquentar" doações, jamais mantive contato com as mencionadas empresas, antes ou durante a campanha eleitoral. As doações para a campanha de Dilma Rousseff em 2014 estão todas declaradas ao Tribunal Superior Eleitoral, bem como seus fornecedores. As contas da campanha foram todas aprovadas por unanimidade pelos ministros do TSE", destacou o ministro da Comunicação Social na nota.
O senador Valdir Raupp afirmou, por meio de nota, que "jamais fez indicações políticas para o setor elétrico e que as acusações  do senador Delcídio Amaral são mentirosas e descabidas".
G1 entrou em contato com a assessoria de Cunha, mas até a última atualização desta reportagem ainda não havia obtido resposta.

Em relação a Aécio Neves, Delcídio disse que um
 "grande esquema de corrupção" era operado por Dimas Toledo, ex-diretor de engenharia de Furnas, e que teria “vínculo muito forte” com Aécio. As acusações

Todos os pedidos se baseiam na delação premiada de Delcídio. No termo de colaboração número 4, Delcídio cita a participação de Aécio Neves e Eduardo Cunha em irregularidades em esquema na diretoria de Furnas. A Procuradoria pediu para separar para que Aécio e Cunha sejam investigados em procedimentos diferentes.
Segundo Delcídio, esse esquema "atendia interesses espúrios do PP e do PSDB", e após 2002, do PT. O senador disse ainda na delação que "um dos beneficiários dos valores ilícitos sem dúvida foi Aécio Neves".
Sobre Eduardo Cunha, Delcídio afirmou que o presidente da Câmara recebeu dinheiro desviado e que era ligado à diretoria de Furnas.
Em outro termo de delação, o número 10, o ex-líder do governo afirmou que Edinho Silva utilizou a empresa farmacêutica EMS para pagar empresas prestadoras de serviços da campanha presidencial de Dilma Rousseff em 2014.
CPI da Petrobras
No termo de colaboração 17, Delcídio do Amaral contou que houve um esquema para impedir convocações na CPI da Petrobras, do qual, segundo ele, participaram os deputados Marco Maia e o atual ministro do TCU Vital do Rêgo.
Em nota, Marco Maia afirmou que a investigação do Ministério Público mostrará que ele é "vítima de uma mentira deslavada e descabida" que, segundo disse, tem o "único intuito de desgastar" a imagem dele e a do Partido dos Trabalhadores (leia ao final desta reportagem a íntegra da nota).
"Refuto com indignação as ilações ditas a luz de acordos de delação", enfatizou.
Por meio de sua assessoria, Vital disse que "reitera o repúdio" ao que ele classificou de "ilações" do ex-líder do governo.
"Ao tempo que reitera o repúdio às ilações associadas a seu nome na referida delação premiada, desprovidas de qualquer verossimilhança, o ministro Vital do Rêgo informa que está à disposição das instituições para qualquer esclarecimento", declarou a assessoria do ministro do TCU.
O ex-senador Gim Argello (PTB-DF) também foi citado nesse contexto, mas os fatos sobre ele estão em apuração na primeira instância porque ele perdeu o foro privilegiado ao deixar de ser parlamentar.
Nesse caso, além de pedir abertura de inquérito, a Procuradoria quer ouvir depoimentos de Gim e de diversos empreiteiros.
Leia abaixo a íntegra das notas divulgadas pelos alvos do pedido de inquérito da PGR:
Nota da assessoria do senador Aécio Neves
O senador Aécio Neves considera absolutamente natural e necessário que as investigações sejam feitas, pois elas irão demonstrar, como já ocorreu outras vezes, a correção da sua conduta.
Quando uma delação é homologada pelo Supremo Tribunal Federal, como ocorreu com a delação do senador Delcídio Amaral, é natural que seja feita a devida investigação sobre as declarações dadas.
Por isso, na época, o senador defendeu publicamente que fossem abertas investigações sobre as citações feitas ao seu nome.
Como o próprio senador Delcídio declarou recentemente, as citações que fez ao nome do senador Aécio foram todas por ouvir dizer, não existindo nenhuma prova ou indício de qualquer irregularidade que tivesse sido cometida por ele.
Trata-se de temas antigos, que já foram objetos de investigações anteriores, quando foram arquivados, ou de temas que não guardam nenhuma relação com o senador.
O senador Aécio Neves reitera o seu apoio à operação Lava Jato, página decisiva da história do país, e tem convicção de que as investigações deixarão clara a falsidade das citações feitas.
Assessoria do senador Aécio Neves
Nota do deputado Marco Maia
Quanto a iniciativa do Ministério Pública Federal de pedir a abertura de inquérito envolvendo minha pessoa gostaria de dizer:
Que entendo a posição do MP, mas a investigação irá mostrar que sou vítima de uma mentira deslavada e descabida com o único intuito de desgastar a minha imagem e a do Partido dos Trabalhadores, o qual faço parte. Refuto com indignação as ilações ditas a luz de acordos de delação.
Fui relator de uma CPMI em 2014, onde pedi o indiciamento daqueles que me acusam, o que foi aprovado pela comissão. Foram 53 indiciamentos e mais o pedido de investigação de 20 empresas ao Cade, pela pratica de crime de Cartel.
Como já havia afirmado anteriormente, não recebi nenhuma doação para minha campanha eleitoral em 2014 de empresa que estivesse sendo investigada pela CPMI.
Por fim utilizarei de todas as medidas legais para que a verdade seja estabelecida e para que os possíveis desgastes a minha imagem de parlamentar sejam reparados na sua integralidade.

02 de Maio de 2016,
Marco Maia - Deputado Federal

Criança é baleada durante partida de dominó em São José da Coroa Grande

NE10 Interior

JC Imagem.

Uma criança foi baleada durante um jogo de dominó na noite desse domingo (1º) em São José da Coroa Grande, no Litoral Sul de Pernambuco. De acordo com informações da Polícia Militar, o menino, de nove anos, estava jogando dominó com a avó e o padastro na frente da casa onde moravam, quando dois homens teriam se aproximado em uma motocicleta e efetuado vários disparos de arma de fogo.

Ainda segundo a polícia, o menino foi atingido por dois tiros no braço. Ele foi socorrido no hospital do município e transferido para o Hospital Otávio de Freitas, no Recife. A unidade de saúde informou que ele não corre risco de morte.

Os suspeitos fugiram e ainda não foram localizados. A polícia informou que o alvo da ação era a avó, que teria envolvimento com o tráfico de drogas.

Motorista tenta desviar de garrafões de água, bate em poste e morre em PE


Do G1 Caruaru


Motorista tenta desviar de garrafões de água, bate em poste e morre em Bezerros, PE (Foto: Divulgação/PRF)Motorista bateu em poste após tentar desviar de garrafões de água que caíram de caminhão, na BR-232 (Foto: Divulgação/PRF)
Um homem de 42 anos morreu na tarde desta segunda-feira (2) em Bezerros, no Agreste de Pernambuco, em um acidente na BR-232. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal, ele trafegava em um carro pelo km 101 quando tentou desviar de garrafões de água mineral, perdeu o controle do automóvel e morreu na hora.
Ao G1, a PRF informou que os garrafões estavam na pista porque um caminhão carregado com o produto perdeu o freio e parte da carga caiu na rodovia. A polícia disse que no carro estavam outras quatro pessoas - incluindo uma criança, que não teve a idade divulgada. Eles ficaram feridos e foram encaminhados para unidades hospitalares em Caruaru, Bezerros e Recife.
As informações iniciais da PRF são de que o condutor do caminhão também teria ficado ferido. A assessoria da Polícia Rodoviária afirmou o caminhoneiro chegou a ser atendido no hospital em Bezerros mas, ao saber que um homem havia morrido no acidente, ele fugiu e não prestou esclarecimentos.
Motorista tenta desviar de garrafões de água, bate em poste e morre em Bezerros, PE (Foto: Divulgação/PRF)Motorista morreu após desviar de garrafões de água na BR-232, em Bezerros (Foto: Divulgação/PRF)

Marcolino Júnior será homenageado no São João de Caruaru

NE10 Interior
Jornalista foi encontrado morto no mês de abril em Sairé / Foto: Reprodução/Facebook.
Jornalista foi encontrado morto no mês de abril em SairéFoto: Reprodução/Facebook.
O jornalista e colunista social Marcolino Júnior será um dos homenageados do São João 2016 de Caruaru, no Agreste de Pernambuco. Marliete Rodrigues, artesã do Alto do Moura, e o cantor e sanfoneiro Gilvan Neves também serão homenageados na festa. O prefeito José Queiroz anunciou, durante o programa O Povo na TV, que a abertura da festa contará com shows de Elba Ramalho e Flávio José. 

O prefeito ainda adiantou, com exclusividade, que o cantor Dorgival Dantas comandará a festa no Dia dos Namorados. O prefeito disse ainda que está analisando a possibilidade de um quarto homenageado da festa, que começará no dia 4 de junho no Pátio de Eventos Luiz Gonzaga. O encerramento do São João será no dia 29.

Ministro do PTB se oferece para voltar ao Senado e votar a favor de Dilma

Alexandro MartelloDo G1, em Brasília
Armando Monteiro Neto, ministro do Desenvolvimento da Indústria e do Comércio Exterior/GNews (Foto: Reprodução GloboNews)Armando Monteiro Neto, ministro do Desenvolvimento da Indústria e do Comércio Exterior (Foto: Reprodução/GloboNews)
O ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), Armando Monteiro Neto, se ofereceu para retornar ao Senado e votar contra o impeachment da presidente Dilma Rousseff no plenário daquela Casa. Ele foi eleito senador pelo PTB de Pernambuco.
O processo já passou pela Câmara dos Deputados e está tramitando no Senado Federal, onde são ouvidas testemunhas na comissão especial da Casa.
 
I





"Se a presidente Dilma Rousseff] me liberar, terei disposição para votar no Senado e afirmar essa solidariedade ao governo e à presidente", disse ele nesta segunda-feira (2) ao ser questionado por jornalistas.
O ministro também criticou a eventual transferência da área de comércio exterior, atualmente sob o comando do MDIC, para o Ministério das Relações Exteriores.
De acordo com o blog do Camarotti, o senador José Serra (PSDB-SP) recebeu oferta para ocupar o Ministério das Relações Exteriores "turbinado" em um eventual governo Michel Temer.
De acordo com o desenho imaginado pelo vice-presidente Temer, a parte de comércio exterior do Ministério do Desenvolvimento seria incorporada ao Itamaraty. Para tucanos, Serra demonstrou simpatia pela proposta.
Para o atual ministro do MDIC, Armando Monteiro Neto, "não se deve confundir essas duas ações". "A experiência internacional demonstra que países que têm maior protagonismo do comércio exterior separam a diplomacia do comércio. É assim que os Estados Unidos, a China e a grande parte dos países do bloco europeu trabalham", afirmou.
Segundo o ministro, é perfeitamente possível o Itamaraty e o Ministério do Desenvolvimento trabalharem de "forma alinhada".
"A dimensão da chancelaria se situa no plano político. É fundamental preservar as relações políticas. Nas relações multilaterais, a diplomacia cumpre papel insubstituível. Mas a ação comercial se situa em um outro plano e, às vezes, pode até causar tensões de natureza política", opinou Monteiro Neto.

terça-feira, 26 de abril de 2016

Casal é filmado fazendo sexo em estação de metrô de Barcelona

Do G1, em São Paulo

Um casal não ligou nem para a presença de outros passageiros e fez sexo na noite do último sábado na plataforma de uma estação de metrô de Barcelona, na Espanha. Uma usuária filmou o momento íntimo do casal na estação de metrô Liceu.
Casal não ligou nem para a presença de outros passageiros e fez sexo em estação de metrô de Barcelona (Foto: Reprodução/YouTube)Casal não ligou nem para a presença de outros passageiros e fez sexo em estação de metrô de Barcelona (Foto: Reprodução/YouTube)
O vídeo mostra uma mulher sentada em um banco e um homem seminu realizando movimentos sexuais. Na gravação, é possível ver que há várias outras pessoas na plataforma, algumas delas, inclusive, passam em frente ao casal.
Segundo o jornal "La Vanguardia", as autoridades abriram uma investigação para apurar o incidente. Se forem identificados, os dois envolvidos no ato sexual podem ser indiciados por comportamento antissocial.
Ato sexual aconteceu na estação de metrô Liceu (Foto: Reprodução/YouTube)Ato sexual aconteceu na estação de metrô Liceu (Foto: Reprodução/YouTube
)

Secretaria Executiva de Agricultura desenvolve cursos para zona rural

A Prefeitura de Santa Cruz do Capibaribe está planejando para este ano 38 cursos, essas capacitações vão atender mais de 450 agricultores da zona rural do município. Os cursos estão sendo conseguidos através da parceria da Secretaria Executiva de Agricultura com o sindicato rural de Frei Miguelinho e desenvolvidos pelo SENAR (Serviço Nacional de Aprendizagem Rural).

Os cursos vão desde o manejo com animais, caprinos, bovinos, suínos, ovinos, aves e abelhas, como também para produções de alimentos, culinária e panificação, pão, doces, bolos e tortas. O intuito é melhorar a produção e a comercialização desses produtos.

Lenildo Araújo, secretário Executivo de Agricultura, falou da importância dos cursos para os agricultores. “Em conversas informais, algumas famílias me confessaram que após a realização desses cursos, elas têm melhorado de vida, isso é muito importante, pois essas famílias estão ganhando dinheiro na sua terra, isso sem o envolvimento da confecção de roupas”, disse.

Além de capacitações, o poder público, através da Secretaria Executiva de Agricultura, conseguiu algumas ações para a zona rural: Máquinas forrageiras, melhorias nas estradas, apoio a Feira da Agricultura Familiar que hoje envolve 40 famílias. Através do governo do estado conseguiu a doação de um tanque de armazenagem para usina de leite, poços artesianos e desenvolvimento dos programas, PAA (Programa de Aquisição de alimentos), milho do CONAB e Garantia Safra.